São ideias . São notas soltas . São pensamentos . São sentimentos . São parvoíces . São sonhos .

08
Abr 09

Aula:  Matéria e Energia |

 

Interesse: quase nulo|

 

Vontade de ouvir a "Sôdotora": abaixo de zero|

 

CONCLUSÃO: dispersão do meu pensamento... Lá pelo meio surgiu esta célebre frase de Lavoisier [foi a única frase inteira que ouvi daquela voz irritante, foi a única frase que fez sentido na minha cabeça durante aquelas 3 horas] :

"Na Natureza nada se perde,

nada se cria,

tudo se transforma."

Isto fez-me pensar sobre os próprios sentimentos...

 

O ódio nasce ou é a mágoa que se vai transformando em ódio?

A saudade nasce ou é a ausência que se vai transformando em saudade?

O amor perde-se ou nós é que não lhe damos o devido valor?

 

 

 

"Não falei contigo

Com medo que os montes e vales que me achas

Caissem a teus pés

Acredito e entendo

Que a estabilidade lógica

De quem não quer explodir

Faça bem ao escudo que és

 

Saudade é o ar

Que vou sugando e aceitando

Como fruto de Verão

Jardins do teu beijo

Mas sinto que sabes,

Que sentes também num dia maior

Serás trapézio sem rede

Pairar sobre o mundo

Em tudo o que vejo

 

É que hoje acordei e lembrei-me

Que sou mago e feiticeiro

Que a minha bola de cristal é folha de papel

E nela te pinto nua

Nua, numa chama

Minha e tua

 

Desconfio que ainda não reparaste

Que o teu destino foi inventado por gira-discos estragados

Aos quais te vais moldando

E todo o teu planeamento estratégico de sincronização,

Do coração, são leis como paredes e tectos

Cujos vidros vais pisando

 

Anseio o dia em que acordares por cima

De todos os teus numeros,

Raizes quadradas,

De somas subtraídas,

Sempre com a mesma solução.

 

Nah!

Podias deixar de fazer da vida um ciclo vicioso,

Harmonioso,

Ao teu gesto mimado

E à palma da tua mão

 

[...]


Desculpa se te fiz fogo e noite
Sem pedir autorização por escrito
Ao sindicato dos Deuses
Mas não fui eu que te escolhi
Desculpa se te usei
Como refugio dos meus sentidos
Pedaços de silêncios perdidos
Que voltei a encontrar em ti.

É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago e feiticeiro...

...E nela te pinto nua
Nua, numa chama
Minha e tua
numa chama minha e tua...

Ainda magoas alguém
O tiro passou-me ao lado
Ainda magoas alguém
Se não te deste a ninguém
Magoaste alguém
A mim passou-me ao lado...
A mim passou-me ao lado..."

 

"Carta", Toranja

publicado por minha_pessoa às 21:35
música: "Carta", Toranja

arquivo de ideias
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO