São ideias . São notas soltas . São pensamentos . São sentimentos . São parvoíces . São sonhos .

07
Jun 09

Faltavam 5 minutos para a hora combinada. Eu já tinha decidido não ir. Não conhecia ninguém, não ia. Passou-me uma ideia louca pela cabeça, peguei na minha colega e fui! Assim, de um impulso só. Cheguei, disse "boa noite" e esperei. Um grupo juntou-se a nós e lá fomos para o local do jantar. Lá chegados, sentei-me frente a frente com a minha colega. Um rapaz:

- Desculpa, posso sentar-me aqui?

- Não, não podes! (brinquei)

Passou a noite a exibir-se mas, sinceramente, não me chamou a atenção como o que estava sentado de frente para ele, sentado ao lado da minha colega. Noite académica, noite de bebida, noite da cerveja, noite da boa vida... No final do jantar, aquele, o exibicionista, vira-se para nós:

- E vocês? Para onde vão?

- Para casa... -respondi.

- Nem pensar! Vocês vêm sair connosco!

A minha colega olhou para mim com um ar assustado que transmitia: NEM TE ATREVASSSS! Fingi que não percebi, puxei-a e segui atrás deles. Eles já estavam todos "quentinhos", menos um: aquele que tinha estado ao lado da minha colega ao jantar. Pus-me ao lado dele.

- Onde é que vocês vão?

Ele sorriu para mim:

- A um bar qui perto, vens também?

A partir daqui, nunca parámos de falar a noite toda. Uma cumplicidade nasceu naquela noite e nem sei porquê. Parecia que já nos conheciamos à anos! Posso afirmar que foi uma amizade à primeira vista. Sim, amizade. Nessa mesma noite eu soube que ele tinha namorada e não me aqueceu nem arrefeceu: eu estava ali a divertir-me, a jogar cartas e a rir que nem uma doida com aquela gente, queria lá saber da vida amorosa daquela gente!

No fim da noite, levaram-nos até metado do caminho. No meio da estrada, disse-me:

- Tens noção que, se calhar, nunca mais nos vamos ver?

Eu ri-me:

- Achas?! Claro que vamos!- e virei costas para me ir embora.

Enquanto eu me afastava, tu ficaste parado no mesmo sítio. Acho que por momentos as tuas palavras ecoaram no meu pensamento... "Nunca mais nos vamos ver..." era isto que tu tinhas dito...

Virei-me para trás e, já do outro lado da rua, gritei:

- Pede o meu número a quem o tem!

Os teus olhos sorriram. Retribuí o sorriso e virei costas.

 

Mal sabia eu que me estava a meter na maior confusão da minha vida...

publicado por minha_pessoa às 21:51

alguém disse o que lhe apeteceu:
bem, é mesmo verdadeiro?
Muito bonito, grande historia x)
NeS(s) a 29 de Junho de 2009 às 17:38

"verdadeiro"? VERDADEIRÍSSIMO :'D

arquivo de ideias
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO